terça-feira, 8 de abril de 2014

sábado, 8 de março de 2014

Curso de MUSICOGRAFÍA no Conservatorio Plurinacional de Música de Bolivia, LA PAZ, por Lorgio Lucía

Olá pessoal.
Transcrevo as notícias enviadas pelo colega Lorgio Lucía, de La Paz, Bolívia.
Obrigada por compartilhar e sucesso! Isabel Bertevelli

Quiero comentarles que la primera semana del mes de febrero del presente año organizamos un curso taller de signografía musical braille "Musicografía", por segunda vez para poder capacitar a los profesores del Conservatorio Plurinacional de Música de Bolivia, para atender con mayor propiedad el proceso de enseñanza-aprendizaje de las personas con discapacidad visual que cada año que transcurre se va incrementando paulatinamente.
El curso taller ha sido dictado como en la anterior ocasión por un equipo de capacitadores en las jpersonas de:
Esther Seggers (Docente de Psico-pedagogía del Conservatorio Plurinacional de Música).
Carminia Andrade (Psicóloga del Instituto Boliviano de la Ceguera La Paz).
Lorgio Lucía (Docente y Tutor del Conservatorio Plurinacional de Música).
También quiero comentarles que el Conservatorio Plurinacional de Música, tiene como política convertirse en la Institución pionera en la formación de las personas ciegas en el arte musical a nivel superior, por lo que desde hace dos años en cuanto mi persona egresó de la misma Insitución, fue contratada  como Docente y además como Tutor de Musicografía de las personas ciegas que cursan sus estudios en el Conservatorio, y es por esa razón que por segunda vez se capacitó a otros docentes en el conocimiento de la Musicografía.
Bueno después de haberles comentado estas novedades del trabajo que voy realizando en favor de las personas con discapacidad visual de mi país me despido hasta pronto con un fuerte abrazo a la distancia. Saludos: Lorgio Lucía. La Paz-Bolivia.

8 de março. Dia da mulher. Dorina Nowill, exemplo de mulher, de ser humano, de pessoa, de vida!

E no dia 8 de março, felicitamos todas as mulheres pelo seu dia com a lição de uma guerreira e belo exemplo de vida! Dorina Nowill sempre soube que as pessoas não se definem pelo que lhes falta, mas sim por seus talentos e vocações, sua vontade de vencer, o tamanho do seu sonho!
"Sinto uma necessidade muito grande de conhecimento, que é um alimento para a minha alma. Gostaria de conhecer, de saber muito mais do que aquilo que posso obter com os recursos que tenho. Nesse aspecto sou tremendamente ambiciosa".

Fonte: Fundação Dorina Nowill para Cegos

Foto: E no dia 8 de março, felicitamos todas as mulheres pelo seu dia com a lição de uma guerreira e belo exemplo de vida! 

Dorina Nowill sempre soube que as pessoas não se definem pelo que lhes falta, mas sim por seus talentos e vocações, sua vontade de vencer, o tamanho do seu sonho! 

Um bom dia a todos!

"Sinto uma necessidade muito grande de conhecimento, que é um alimento para a minha alma. Gostaria de conhecer, de saber muito mais do que aquilo que posso obter com os recursos que tenho. Nesse aspecto sou tremendamente ambiciosa".

CD de Fabiana e Paula Chávez

Tenemos el agrado de comunicarles, que a partir de hoy, nuestro CD se encuentra a la venta en Casa Piscitelli S.A. (el hogar de la música clásica en Argentina). San Martín 450 Capital Federal.
¡Los esperamos!

http://www.piscitelli.com/


Rodrigo Torres e Marcela Trevisani, colaboradores do Instituto de Cegos Padre Chico

Rodrigo Torres e Marcela Trevisani, meus dois colaboradores!

Braille é tudo!!!

Foto: No puedo ver las palabras pero al oirlas y acariciarlas estan mas cerca del alma

Braillin... de Virginia Perez


Foto: Un Braillin chino, nacido en Corrientes, ahora vive en Polonia..... Qué loco no????

Sentir prá ver... no Memorial da Inclusão. Até março

Exposição “Sentir prá Ver: gêneros da pintura na Pinacoteca de São Paulo”, no Memorial da Inclusão. Há 14 reproduções fotográficas das obras com recursos de relevo e maquetes táteis, extratos sonoros (músicas da época) entre outras atrações, incluindo a audiodescrição. São obras brasileiras do final do século XIX a meados do século XX e ilustra os principais temas das artes plásticas: natureza morta, retrato, cenas, marinha, paisagem rural, urbana, e abstração.
Fonte: Redação Sentidos

Musicografia Braille no Centro Cultural da Penha.

Instituto de Cegos Padre Chico contrata ex aluna para ser assistente da professora de música Isabel Bertevelli

Doze de fevereiro, dois dias antes de completar vinte e três anos que trabalho no Instituto de Cegos Padre Chico, ganhei um presente muito especial. Foi o primeiro dia de trabalho da Marcela Trevisani, ex aluna do Instituto. Ela saiu da escola há dez anos, foi minha aluna, fez todos os cursos de Musicografia Braille que eu dei, acompanhou o coral, o grupo de flautas doce, participou de eventos e participou do I Encontro de Musicografia Braille da UNESP. Marcela começou a estudar música desde pequena mas desde cedo, amigos e família perceberam sua habilidade musical que foi desenvolvida em vários cursos e no próprio Instituto. Ela é formada em Pedagogia, é uma das pianistas do Restaurante Chalezinho e continua a estudar. Eu que sei de sua história de vida, sei que não foi fácil chegar até aqui e por isso também tenho uma grande admiração por ela e por suas conquistas, que podem parecer pequenas, mas são valiosas. Marcela foi contratada para trabalhar comigo, acompanhando as crianças ao piano dentre outras tarefas. Ela mesma vai contar sua história logo logo. Por enquanto, queria compartilhar com vocês. Agradeço por esse presente especial! Parabéns Marcela e boa sorte!


 Foto 1: Marcela (à esquerda da foto) segura bengala e está ao lado de Isabel Bertevelli (à direita da foto). Ao fundo algumas pessoas pelas sala.

Foto 2: Marcela sentada em frente ao piano, que está aberto. Do lado esquerdo da foto, um amulher e um homem sentados.